Quais foram as melhores finais da libertadores na última década?

A Copa Libertadores da América é a competição de futebol mais importante do continente. Todos os clubes sul-americanos desejam adicionar …
Quais foram as melhores finais da libertadores na última década?
Quais foram as melhores finais da libertadores na última década?

A Copa Libertadores da América é a competição de futebol mais importante do continente. Todos os clubes sul-americanos desejam adicionar a taça da Conmebol Libertadores a sua sala de troféus. Além de ser um ótimo torneio para acompanhar, já que os jogos costumam sempre contar com fortes emoções, a Libertadores também é um bom campeonato para apostar online.

Por muito tempo, a final da Libertadores era disputada num sistema de dois jogos, ou seja, ida e volta. Porém, desde 2019 a final da competição é disputada em um jogo único, em um estádio pré-definido pela Conmebol. No caso, os únicos times a conquistarem o torneio no estilo de final única foram Flamengo na Libertadores de 2019 e Palmeiras nas edições de 2020 e 2021.

Com isso, listamos as melhores finais da Libertadores na última década. No caso, a última década foi o período entre os anos de 2010 e 2019.

Corinthians x Boca Juniors – 2012

Se vamos falar sobre as melhores finais da Libertadores da última década, por que não começar falando do grande duelo entre Corinthians e Boca Juniors em 2012, não é mesmo? Esta foi a primeira vez que o Timão disputou uma final de Libertadores e, como todos sabem, conquistou o seu primeiro título.

O jogo de ida aconteceu em 27 de junho, no Estádio La Bombonera, conhecido por todos como um dos lugares mais difíceis de se jogar. A atmosfera não é nada fácil para os times e jogadores adversários do Boca Juniors, que costuma ser muito forte jogando em casa.

Apesar disso, o Corinthians conseguiu levar um bom resultado para o segundo jogo da final. No caso, a partida terminou empatada em 1 a 1. O primeiro gol do jogo foi marcado por Facundo Roncaglia, que abriu o placar para o Boca Juniors aos 27 minutos do segundo tempo.

O Corinthians buscou uma reação nos minutos restantes da partida e ela veio aos 39 minutos. O jovem de 21 anos Romarinho foi o responsável por marcar o gol de empate do Timão e manter a esperança viva para o jogo de volta. O que deixa esse feito ainda mais impressionante é que esta partida foi a estreia de Romarinho pelo Corinthians.

O segundo jogo da final da Libertadores de 2012 aconteceu no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Diferente do que aconteceu na Argentina, este jogo teve o Corinthians como o grande protagonista. O Timão venceu a partida com dois gols de Emerson Sheik, ambos marcados no segundo tempo (08’ e 27’).

A vitória na grande final da competição não é a única coisa que engrandece a conquista do Corinthians. Não podemos deixar de falar que o Timão foi campeão da Libertadores de 2012 de maneira invicta. Ao todo, foram 14 jogos sem perder, com 08 vitórias e 06 empates.

Atlético-MG x Olimpia – 2013

Atlético-MG e Olimpia promoveram uma das melhores finais da Libertadores da última década. Para garantir ainda mais emoção ao espetáculo, a partida precisou ser decidida nos pênaltis. Os dois jogos da final da Libertadores de 2013 foram disputados em 17 e 24 de julho.

No jogo de ida, o Atlético-MG enfrentou o time paraguaio no Estádio Defensores del Chaco, no Paraguai. Na ocasião, o Olimpia saiu vitorioso após vencer a partida por 2 a 0. O jogo tinha tudo para terminar em 1 a 0 para a equipe paraguaia, porém aos 49 minutos do segundo tempo, Pittoni marcou outro gol para o Olimpia e aumentou a vantagem do time.

Para que conseguisse conquistar o título da Libertadores de 2013, o Atlético-MG precisava vencer por 3 a 0 ou levar a decisão para prorrogação e até mesmo pênaltis. O jogo aconteceu no Estádio do Mineirão e contou com a presença de 58 mil pessoas. Na época, esse foi o recorde de bilheteria do país: R$ 14 milhões arrecadados.

O cenário do jogo de volta foi muito parecido com o de ida. Porém, com o Atlético-MG dominando as ações. O Galo abriu o placar com apenas um minuto do segundo tempo, com Jô. O 1 a 0 não era suficiente para o Atlético, que precisa de ao menos um gol para ter chances de conquistar o título. Foi assim que aos 42 minutos do segundo tempo, Leonardo Silva marcou o segundo gol do Galo.

Minutos antes do segundo gol do Atlético-MG, o Olimpia teve uma chance clara de marcar um gol e garantir o título da Libertadores. Após o goleiro Victor falhar na dividida com Ferreyra, o jogador teve o gol livre para marcar. Porém, pouco tempo antes de tomar uma decisão, ele escorregou no gramado e a bola foi recuperada pelo time brasileiro.

Com 2 a 0 na ida e 2 a 0 na volta, a decisão da Libertadores de 2013 foi para a prorrogação. Como nada aconteceu na prorrogação, a final teve que ser decidida nos pênaltis. Victor defendeu a cobrança de Miranda, a primeira do Olimpia na disputa. Depois disso, todos os jogadores de ambas as equipes converteram suas batidas, sobrando assim para a 5ª e última cobrança de cada lado.

No caso, coube a Giménez decidir o desfecho dessa grande final. Se ele marcasse, o Olimpia ainda teria chances de ganhar o título. Mas caso perdesse, o título seria do Atlético-MG. E foi o que aconteceu: o jogador acertou a bola na trave e o Galo foi campeão da Libertadores de 2013.

River Plate x Boca Juniors – 2018 (uma das melhores finais da Libertadores da história)

Quem nunca imaginou uma final de Copa Libertadores entre os maiores times de futebol de um país? Foi exatamente isso o que aconteceu na edição de 2018, quando Boca Juniors e River Plate, os maiores clubes de futebol da Argentina, se enfrentaram na grande decisão do torneio.

Para disputar a competição, ambas as equipes garantiram uma vaga na fase de grupos por meio do Campeonato Argentino. O Boca Juniors foi o campeão de 2016/17, enquanto o River Plate ficou com o vice-campeonato. Com isso, já podemos ver como essa final da Libertadores aparece como um time de “revanche”.

Na fase final do torneio, os times argentinos eliminaram dois brasileiros nas semifinais. O Boca Juniors eliminou o Palmeiras, que viria a ser campeão do Brasileirão naquele ano. Já o River Plate eliminou o Grêmio, que era até então o atual campeão da Libertadores.

O primeiro jogo foi disputado em 11 de novembro, na casa do Boca Juniors, o famoso Estádio La Bombonera. Com cerca de 49 mil torcedores presentes, os times argentinos fizeram uma partida muito equilibrada, que terminou empatada em 2 a 2. Com isso, tudo estava em aberto para o segundo jogo da decisão.

Diferente do que vinha acontecendo nas últimas finais da Libertadores, onde os jogos tinham um intervalo de uma semana entre eles, o segundo jogo da final da Libertadores de 2018 aconteceu apenas em 09 de dezembro, quase um mês após a primeira partida da decisão.

Tudo isso aconteceu graças a uma grande confusão nos arredores do Estádio Monumental de Nuñez, que seria a sede do segundo jogo. No caso, o ônibus que levava os jogadores do Boca Juniors foi apedrejado. Alguns dos atletas acabaram ficando feridos. Esse foi o caso do capitão do time Pablo Pérez, que teve um corte no braço e alguns estilhaços de vidro que atingiram seu olho.

Por conta disso, a final acabou acontecendo em outro lugar. Para a surpresa de muitos, o local escolhido para sediar o grande jogo da final da Libertadores de 2018 foi o Estádio Santiago Bernabéu. Isso mesmo, a casa do Real Madrid, o maior campeão da Champions League e um dos maiores times do mundo.

O jogo de volta começou muito disputado, mas o placar só foi inaugurado aos 43 minutos do primeiro tempo, quando Benedetto marcou para o Boca Juniors. O River Plate reagiu apenas no segundo tempo, empatando o jogo aos 22 minutos com um gol de Lucas Pratto. Com o empate em 1 a 1, a grande decisão precisou ser disputada na prorrogação.

A prorrogação foi muito equilibrada e nenhuma das equipes conseguiu marcar gols ao longo da primeira etapa. Logo no primeiro minuto da prorrogação, o volante Wílmar Barrios foi expulso, deixando o Boca Juniors com um a menos em campo. Essa era a vantagem que o River Plate queria para ficar ainda mais perto de conquistar o título.

No segundo tempo da prorrogação, o River Plate virou o jogo rapidamente com um belo gol de Juan Fernando Quintero, aos 03 minutos. Pouco tempo depois, o Boca Juniors ficou com outro jogador a menos em campo, porque Fernando Gago saiu de campo lesionado e não havia mais trocas que poderiam ser feitas.

Mesmo com dois jogadores a menos, o Boca Juniors pressionou o rival em busca do gol de empate. Tanto que nos acréscimos, o goleiro xeneize Esteban Andrada foi para a área adversária tentar alguma coisa. Porém, o River Plate conseguiu armar um contra-ataque rápido, deixando Pity Martinez cara a cara com o gol vazio para marcar o 3 a 1 e fazer o time ser campeão da Libertadores de 2018.

Flamengo x River Plate – 2019

Essa foi a última final de Libertadores da última década. E para celebrar o fim deste período, nada melhor do que ter duas das melhores equipes de futebol do continente se enfrentando na final da competição, não é mesmo? Flamengo e River Plate se enfrentaram em 2019, promovendo um grande espetáculo.

O jogo aconteceu em 23 de novembro, no Estádio Monumental U, no Peru. O público presente chegou a quase 60.000 pessoas. No geral, podemos dizer que a partida foi bem equilibrada. O River Plate abriu o placar aos 14 minutos do primeiro tempo com Rafael Borré e esse parecia mesmo ser o desfecho do jogo.

Porém, a estrela de Gabigol brilhou nos minutos finais da partida, fazendo com que todos os flamenguistas ficassem ainda mais esperançosos com a conquista do título da Libertadores de 2019. Faltando menos de dois minutos para acabar o jogo, o brasileiro marcou o gol de empate após um cruzamento de Arrascaeta.

O placar de 1 a 1 faria o jogo ir para a prorrogação. Porém, a estrela de Gabigol brilhou novamente para impedir que isso acontecesse. Nos acréscimos do segundo tempo, pouco tempo depois de empatar a partida, o atacante aproveitou uma falha de Pinola para dominar a bola e mandá-la para o fundo da rede. Esse era o gol do título do Flamengo na Libertadores.

Menção honrosa: Palmeiras x Flamengo em 2021 (uma das melhores finais da Libertadores dos últimos tempos)

Como dissemos anteriormente, Flamengo e Palmeiras são os únicos times que foram campeões da Libertadores disputando a final em jogo único. No caso, o Rubro-Negro foi o grande campeão de 2019, enquanto o Verdão é o atual bicampeão, conquistando os títulos em 2020 e 2021.

Na final da Libertadores de 2021, tivemos um dos grandes duelos da história do futebol brasileiro e sul-americano: Palmeiras x Flamengo. Um dos grandes motivos que fazem essa final ser uma das melhores dos últimos anos é que os dois times estão sempre brigando firme por títulos e, ultimamente, são os mais vitoriosos do futebol brasileiro.

Nos últimos anos, Flamengo e Palmeiras somam uma série de conquistas nacionais, estaduais e internacionais. Confira os títulos conquistados por Flamengo e Palmeiras desde o ano de 2010:

TítulosFlamengoPalmeiras
Estaduais (Campeonato Carioca / Paulistão)2011, 2014, 2017, 2019, 2020 e 20212020 e 2022
Copa do Brasil20132012, 2015 e 2020
Brasileirão2019 e 20202016 e 2018
Libertadores20192020 e 2021
Recopa Sul-Americana20202022
Supercopa do Brasil2020 e 2021

Além de estarem sempre na briga pelos principais títulos, Flamengo e Palmeiras têm apresentado uma rivalidade cada vez maior nos últimos anos. Por um período, o Palmeiras ficou sem perder do time carioca por nove jogos. Porém, o mesmo aconteceu em seguida e o Flamengo ficou sem perder para o time paulista por nove partidas.

A grande partida para decidir qual time manteria uma marca maior de invencibilidade ou quebrá-la foi a final da Copa Libertadores de 2021. Os últimos campeões da competição se enfrentaram em 27 de novembro de 2021, no estádio Centenário, em Montevideo (Uruguai).

Para muitos, este era o jogo mais aguardado dos últimos 10 anos. Os melhores times de futebol do Brasil finalmente estariam frente a frente em uma final digna de recebê-los: a final da Libertadores. Outro fato que engrandeceu esta final foi que ambas as equipes possuíam, até o momento do jogo, dois títulos de Libertadores cada.

Com mais de 120 minutos de bola rolando, o time que saiu vitorioso e levou a taça da Libertadores para casa foi o Palmeiras. O verdão derrotou o Flamengo por 2 a 1 e conquistou o seu terceiro título da competição na história, igualando-se a Grêmio, Santos e São Paulo como os brasileiros mais vencedores do torneio.

Outro grande motivo que engrandeceu ainda mais este duelo brasileiro foi o gol da vitória palmeirense. O Palmeiras abriu o placar rapidamente aos 05 minutos com Raphael Veiga, colocando fogo no estádio. O Flamengo empatou com Gabigol aos 16 minutos do segundo tempo. Com tudo empatado, o jogo foi para a prorrogação.

Antes do início do primeiro tempo da prorrogação, Abel Ferreira decidiu tirar Raphael Veiga e colocar Deyverson, algo que surpreendeu muitos torcedores do Palmeiras. Com apenas quatro minutos, Deyverson aproveitou o vacilo de Andreas Pereira, que escorregou ao tentar tocar a bola para o goleiro Diego Alves, levou a bola até a grande área e mandou para o fundo da rede. Esse foi o gol do tri do Palmeiras na Libertadores!

Essa sempre será lembrada como uma das melhores finais da Libertadores da história. Dois times brasileiros disputando o título da principal competição do continente é algo que faz todos os fãs de futebol do Brasil voltarem os olhos para o campeonato. Será que teremos Palmeiras x Flamengo na Libertadores no futuro?

Aposte na final da Libertadores com a Apostaquente!

Agora que você já sabe quais foram as melhores finais da Libertadores na última década, por que não apostar online na final desta competição com a Apostaquente?

Em seu site de apostas, a Apostaquente disponibiliza todos os jogos da Copa Libertadores para que você possa colocar seus palpites e se divertir. Além de apostar na final da Libertadores, você também pode fazer apostas em todos os demais jogos da competição.

Na hora que decidir fazer apostas de futebol nos jogos da Copa Libertadores da América, lembre-se de contar com a Apostaquente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagem anterior
Cuidados necessários ao apostar no cassino online

Cuidados necessários ao apostar no cassino online

Próxima postagem
Blackjack online: o que é rendição?

Blackjack online: o que é rendição?